quarta-feira, 11 de novembro de 2009

INFERNO E CÉU COLETIVOS




Mestre e discípulo foram até uma região onde havia fartura de arroz mas os habitantes daquele lugar possuíam talas em seus braços, o que os impedia de levarem o alimento à própria boca. No meio daquela fartura, passavam fome e eram fracos e subnutridos!

- Veja! - Disse o Mestre - Isto, é o inferno colectivo.


Em seguida, o Mestre guiou o Discípulo para uma região próxima e mostrou que nela também havia fartura de arroz e as pessoas também tinham os braços atados a talas mas eram saudáveis e bem nutridas pois uma levava o arroz à boca do outro, em um processo de interdependência e cooperação mútua.

- E isto é o Céu colectivo.

Namasté

4 comentários:

angela disse...

Hugo
Adoro as historias, tão sabias.
beijos

Maria José disse...

Hugo. Sem fraternidade e ajuda mútua, nós não crescemos e pouco evoluímos.
Tem um selo de presente para você em SELO: BLOG INSTIGANTE, dado com muito carinho. Beijos.

Recanto da Astrologia disse...

Linda mensagem.... precisamos sempre uns dos outros, nem que seja com um palavra de incentivo!!!

Chica Galvão disse...

Namasté
Muito boa a mensagem, somos seres dependentes.
Abraços